Projeto 6 on 6 – Dezembro 2019 – O que precisei aprender depois que mudei para o Canadá!

Projeto 6on6 Canada

1. Montar móveis

No Brasil quando compramos móveis, normalmente, o serviço de instalação vem incluído. Mas aqui não, você compra os móveis e precisa montar você mesmo. As lojas até oferecem o serviço de montagem, mas custa caro, por isso, a maioria das pessoas acaba montado os seus próprios móveis. Nunca vou esquecer a cara de surpresa do meu marido quando  disse que seria a minha primeira vez.

A foto abaixo é do primeiro móvel que montei sem a ajuda de ninguém. É uma mesa de canto que comprei no Wayfair. Por falar nisso, tenho preferido mil vezes os produtos deles aos da Ikea. Vale a pena pagar um pouco mais, já que a qualidade é muito melhor e, se você tiver algum problema, o serviço de atendimento ao consumidor é ótimo.

A Ikea me deixou na mão com a compra de uma bookcase que veio com defeito. Já quando tive problemas com o Wayfair, resolveram rapidamente.

Orgulho da minha mesinha de canto!

2. A maneira de dirigir

Eu dirigia todos os dias no trânsito pesado das ruas e estradas de São Paulo havia anos, mas nas primeiras vezes que dirigi em Victoria me bateu um medo. A combinação de muitos ciclistas e pedestres com novas regras me deixaram bastante insegura.

Não precisava fazer aulas antes da prova prática, mas fiz para perder a minha insegurança e também aprender as novas regras. Dirigir em Victoria é totalmente diferente de dirigir na Grande São Paulo.

As pessoas aqui não prestam muito atenção no trânsito, dirigem com mais tranquilidade, assim como os pedestres também andam desatentos. Não sei quantas vezes tive pedestres atravessando na minha frente sem ser na faixa. Eles parecem não ter medo e confiam nos motoristas.

Outra coisa que precisa prestar muita atenção é se é ou não permitido virar à direita no sinal vermelho ou verde em algumas ruas. Como em Victoria tem muita ciclovia, em diversas ruas há sinais para os carros que vão virar a direita. Nesse caso, o sinal para as bicicletas fica vermelho.

Só pode virar a direita quando o farol estiver verde para os carros e vermelho para as bikes

3. Acampar

A maioria dos canadenses cresce acampando e aprende como montar a barraca, prepará-la para a chuva, como cozinhar no camping etc. Já a minha primeira vez acampando foi aqui e  nunca pensei que iria gostar tanto. Lógico que amo hotéis, com uma cama confortável e um chuveiro quentinho, mas a experiência de acampar no meio da natureza e ouvir o barulho da floresta durante a noite é única. 

Gosto da ideia de acampar também pelo grande senso de comunidade. Normalmente, vamos em grupo e um ajuda o outro na montagem das barracas, na hora de cozinhar, na limpeza etc. Sentamos em volta da fogueira para comer e beber sem celulares, só curtindo a natureza e a companhia uns dos outros.

Amo acampar com meus amigos e familiares

4. Comer comida apimentada

O pessoal aqui gosta de uma comida bem apimentada. No começo, não prestava muita atenção nos ingredientes quando pedia um prato no restaurante e acabava pedindo algo super apimentado. Aprendi que devo ler todos os ingredientes da comida e, se ainda assim tiver dúvida se é muito apimentada, eu pergunto.

É claro que nesses anos todos vivendo aqui, comecei a provar aos poucas as comidas mais apimentadas e fui adaptando o meu paladar. Hoje sei o que tolero e gosto de comer. Por incrível que parece aprendi a gostar de comida indiana, mas como sempre com o iogurte para suavizar a pimenta e amo!

Comida Indiana do Sizzling Tandoor em Victoria

5. Vestir-se no frio

Parece simples se vestir para o frio. Só colocar casaco, botas, luvas, cachecol e pronto! Mas não é tão simples assim, tem alguns truques que com o tempo aprendemos. No meu caso, sei que preciso fechar bem a gola do casaco e não deixar entrar nenhum ar, senão fico com frio mesmo estando toda encapotada.

Lembro que quando vim estudar inglês em Victoria em 2011, estava nevando e coloquei o casaco, mas não fechei totalmente. Quando cheguei na Uvic para a aula de conversação com os voluntários, Bill, o senhor com quem gostava de conversar, disse que eu estava com frio porque não sabia me vestir. Ele me orientou a fechar o casaco todo e não deixar entrar nenhum ar pelo pescoço. Lembro dele dizendo “faz isso e você não sentirá mais frio”. Ele estava certo! 😉

Dá até para fazer trilhas durante o inverno sabendo se vestir para o frio

6.  Curtir o mês de dezembro

Sempre associei o final de ano com calor, viagens para a praia ou o interior, usar roupas leves, chinelo etc. Mas no Canadá, além de fazer frio em dezembro, escurece muito cedo, por volta das 16h30. Fora que aqui não tem a festa de Ano Novo que eu tanto gosto e as lojas tocam umas músicas de Natal bem deprimentes… rsrs.

Tive que aprender a lidar com esse mês e tentar descobrir o que me faz feliz. Apesar de não ter religião e não celebrar o Natal como a maioria das pessoas, gosto das decorações e eventos natalinos que acontecem na cidade. Por isso, todos os anos, escrevo um post falando dos eventos que acontecem nessa época para lembrar a mim mesma que tem muita coisa para fazer e não focar no lado depressivo de dezembro.

As luzes de Natal em Victoria deixam a cidade linda e mais charmosa e me fizeram começar a gostar dessa época do ano. Até estou achando que o Natal combina mesmo com o frio e não com os dias de calor. E fico feliz quando neva!

Eventos Natalinos em Victoria_Marine Light Up
Lina a decoração de Natal em Victoria

Não deixem de visitar os outros blogs que fazem parte do projeto 6 on 6 Canada e ver como as demais blogueiras e blogueiro abordaram o tema desse mês.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.