Dicas para avançar no aprendizado de um idioma durante o intercâmbio

Quando falamos em intercâmbio acredito que a grande maioria dos brasileiros tem como foco principal o aprendizado de uma língua estrangeira. Vejo que a maioria das pessoas quando viajam ao exterior com o intuito de aprender ou aperfeiçoar o segundo idioma, não estão preparadas e acabam cometendo pequenos erros que atrapalham o aprendizado da língua.

Muitos acham que só por estar em um país de língua estrangeira, ouvindo e lendo em inglês, por exemplo, já é o suficiente para se tornar fluente. Mas não é bem assim.

Você precisa sim ouvir e ler, mas precisa também se comunicar e viver o dia a dia e a cultura daquele país. Pois, não adianta nada você ir estudar inglês na Austrália é só ter amigos brasileiros. Vocês vão falar em português e não vão ter a chance de aperfeiçoar o idioma através do cotidiano.  Lembrando que muitas expressões é vocabulário estão totalmente relacionados com a cultura local – se você conviver com nativos, o seu aprendizado será de longe, muito mais rápido e melhor.

  Seguem algumas dicas para aqueles que querem usufruir ao máximo o intercâmbio:

1) Faça amizade com nativos – a melhor forma de aprender a língua é convivendo com falantes nativos. Parece clichê, mas é a pura verdade. Vá onde os nativos estão. Entre na academia, faça aula de dança, fotografia, futebol, etc. Busque algum hobby que te interessa e matricula-se em um curso. Procure lugares e escolas que tenham mais nativos do que estrangeiros. Outra forma de fazer amizades é buscar comunidades como Meet Up que ajudam a aproximar de você pessoas com os mesmos interesses que os seus. Na internet há vários sites com esse objetivo.

2) Não fique em casa – Muitos estudantes vão à escola e, depois, passam o resto do dia em casa ou no quarto. Errado! Procure sair, nem que seja sozinho. Pegue o ônibus, vá ao shopping, mercado, farmácia, entre nas lojas e observe os nomes dos produtos. Pergunte o preço ou algo sobre o produto, mesmo que você não tenha interesse em comprar. Essa é uma forma de ir se acostumando com a língua e ouvir os nativos.

3) More com nativos – Procure morar com a uma família local (host-family) ou tente dividir casa ou apartamento com nativos ou outros estudantes que não falam a sua língua. Isso faz uma grande diferença no seu aprendizado. Se você morar com brasileiros, por mais que vocês tentem não falar português, vocês vão falar!

4) Tenha um caderninho –  Carregue com você um pequeno caderno para anotar as novas palavras ou expressões aprendidas. Você não precisa anotar todas, mas escolha uma que lhe chamou atenção naquele dia. Quando você estiver esperando pelo ônibus ou em uma fila abra o caderno e releia algumas das palavras aprendidas. Isso te ajudará a absorver o vocabulário.

5) Seja voluntário – Verifique se a lei do país em que você está permite que estudantes ou visitantes estrangeiros exerçam trabalhos voluntários. Se permitir, aproveite essa oportunidade e faça trabalho voluntário pelo menos uma vez na semana. Isso te ajudará a entrar em contato com o pessoal local e praticar o idioma.

6) Tudo em uma língua só! – Mude o seu celular, o computador, a câmera fotográfica, as redes sociais do português para a língua que você está aprendendo. Acredite, você irá aprender muito vocabulário só de mudar os seus aparelhos eletrônicos e redes sociais.

7) Assista à TV – Está em casa e não está muito a fim de sair? Em vez de ficar no Skype ou Facebook falando em português com o pessoal que ficou no Brasil, assista à televisão. Ache um canal de notícias, filme ou seriado e assista à TV. Preste atenção nos comerciais, eles ensinam muito já que repetem as mesmas palavras sempre, isso lhe proporciona a chance de reter o vocabulário e a prestar atenção na pronúncia.

 

7 comentários sobre “Dicas para avançar no aprendizado de um idioma durante o intercâmbio

  1. Olá, sigo suas dicas, mas infelizmente não estou encontrando pessoas para conversar fora de casa. Na YMCA é cada um com seu hands-free e nada de interação. Nas ruas não posso parar e pedir para alguém conversar comigo. Assisto TV, leio em inglês, mas essa parte do contato com nativos só na escola.

    1. Olá, na academia é mais dificil mesmo porque o pessoal está treinando e com o tempo curto para isso. Quando eu cheguei no Canadá em 2011 não conhecia nenhum canadense, somente a host-family. Hoje sou cercada por eles e passo a maior parte do meu dia falando somente ingles. Fiz amizades facilemente com eles nas aulas de salsa na UVIC. Comecei a fazer parte do clube de salsa na universidade e ali fui fazendo amizades que carrego até hoje. Vc precisa encontrar atividades de interação como dança, fazer trilhas, etc. Você já pensou em verificar os grupos meet up de Victoria? Coloca no google meetup Victoria Canada, tem vários grupos legais que vc pode fazer parte.

  2. Lhe dou os parabens pelo excelente auxilio que nos proporciona ao relatar as suas experiencias e a de outros. Mas, gostaria que falasse um pouco mais sobre victoria, onde vc mora, como conseguir trabalho e mercado de trabalho por ai, quais as profissoes que estao com maior falta de profissionais?

    1. Obrigada Leonardo! Sobre o mercado de trabalho, o que está em alta aqui é TI. Faltam software developers, programadores, business and system analysts…são essas profissões que as empresas aqui estão buscando. E os estrangeiros que conseguem emprego muito rápido normalmente tem essas qualificações. Há muitas vagas para trabalhar para o Governo de BC (um dos maiores empregadores que Victoria em diversas áreas), mas até onde eu sei como estrangeiro você precisa ter a residência permanente para concorrer a uma vaga.

Deixe uma resposta