Terry Fox

Terry Fox, um herói Canadense

Colaboro mensalmente como colunista voluntária no site Brasileiras Pelo Mundo (BPM). Uma plataforma colaborativa incrível, em que brasileiras de diversos países escrevem para contar as suas experiências. Em um dos meus últimos post escrevi sobre o Terry Fox, um herói Canadense.

*****

Quando cheguei no Canadá, uma das histórias que mais me marcou foi a do guerreiro Terry Fox. Em 2011, li sobre ele pela primeira vez para um projeto do curso de inglês da Universidade de Victoria.

Recebemos da professora o material que trazia um pequeno parágrafo sobre a trajetória de Terry Fox, ilustrado com a sua foto. Após alguns minutos, era nítida a emoção que tomou conta dos alunos.

Mesmo que cada um de nós fosse de países diferentes, com culturas diferentes, a emoção e a reação de todos foram as mesmas. Olhos cheios de lágrimas, mas também cheios de entusiasmo para saber mais sobre a trajetória de Terry Fox, um exemplo de bondade e de superação. Sua história deve ser contada e divulgada mundo afora!

Quer ouvir a história do guerreiro Terry Fox? Então, vamos lá!

Terrance Stanley Fox, conhecido como Terry Fox, nasceu em 1958 em Winnipeg, Manitoba, mas cresceu na cidade de Port Coquitlam, na província da Colúmbia Britânica, uma comunidade perto de Vancouver.

Ele foi uma criança determinada e obstinada, qualidades que lhe permitiram ter sucesso na vida adulta. Sua mãe conta que quando ele era criança, ainda bem pequeno, costumava empilhar blocos de madeira incansavelmente. Se eles caíssem, tentava novamente, por diversas vezes, até que os blocos ficassem no lugar certo.

Terry Fox também aprendeu a ser paciente ainda cedo. Quando criança, amava jogos que durassem muito tempo. Por sorte, gostava de brincar sozinho, porque poucas crianças tinham sua perseverança, mesmo em se tratando de jogos e brincadeiras.

Leia também: Minha cerimônia de formatura no Canadá

A paixão de Terry Fox por esportes

Desde de pequeno, Terry gostava de esportes e praticava diversas modalidades, como futebol, rugby e beisebol. Apesar de não jogar muito bem e ser considerado baixo para o esporte, o basquete era a sua paixão.

Quando estava na Grade 8, deu um jeitinho de fazer parte do time da escola. Porém, o professor de educação física e treinador de basquete, achou que ele seria melhor em corridas cross-country, um tipo de corrida em equipe em que os atletas competem em terrenos abertos, e encorajou-o a começar a correr.

Terry Fox não tinha vontade de correr, mas aceitou porque queria agradar o seu treinador, a quem respeitava muito. Ele estava determinado a continuar jogando basquete, mesmo que fosse o último substituto do time, e passou as férias de verão dedicado a se aprimorar no esporte. Fox treinou tanto que conseguiu jogar por um minuto na temporada da Grade 8.

Sua determinação o levou a se tornar um jogador regular no ano seguinte. Ele também ganhou o prêmio Atleta do Ano quando estava cursando a Grade 12.

Terry Fox e o câncer

Em novembro de 1976, Terry Fox começou a sentir dores no joelho, mas optou por ignorá-las até o final da temporada de basquete. Em março de 1977, a dor se intensificou e ele finalmente foi ao hospital, onde foi diagnosticado com osteossarcoma, um tipo de câncer nos ossos.

****

Quer ler mais sobre o Terry Fox? Veja o conteúdo completo no site Brasileiras pelo Mundo!

Fonte de informação e imagens:

http://www.terryfox.org

https://en.wikipedia.org/wiki/Terry_Fox

2 comentários sobre “Terry Fox, um herói Canadense

  1. Olá Pri! Td bem?
    História incrível!! De emocionar mesmo!

    Tenho uma dúvida a respeito de Victoria… Mas não é relacionada ao post… Tem problema? Vamos lá…

    Meu marido recebeu uma oferta de trabalho para Victoria e ficamos bem felizes. Porém, estavamos pesquisando mais sobre a cidade e descobrimos que fica na região da Cascadia Fault… E por conta disso há previsão de um terremoto magnitude 9.0 acontecer em 30% nos próximos 50 anos… Deu muito medo. Se fôssemos só nos dois, td bem até… Mas estamos indo com nossa bebê de 14 meses tbm…
    Queremos que ela more num lugar que não precise viver todos os dias com medo… Como aqui no Brasil… Mas será que em Victoria ela teria, e nós tbm, esse medo e ansiedade diários?
    Como vocês que moram aí vivem em relação a esse assunto? Há preparação por parte das pessoas e órgãos públicos? Caso aconteça, haveria como sobreviver ou a ilha ficaria destruída? Tudo que lemos estava na internet e nem sempre tratam essa questão com veracidade né? Sempre aumentam um ponto…. Imagino que se fosse tão serio assim o Canadá não permitiria que a ilha fosse habitada né?
    Queria saber sua opinião…. Precisamos tomar a decisão o quanto antes 😥

    Obrigada desde já e parabéns pelo blog! É maravilhoso!

    1. Olá Mary, tudo bem sim e vc?

      Claro que não tem problema. Fica tranquila. O pessoal aqui não vive com medo dos terremotos não. Claro, que somos orientados e temos que nos preparar no caso de ter um terremoto grande, mas te garanto que as pessoas vivem tranquilamente aqui. Nunca ouvi falar nada de que a Ilha da Vancouver seria destruida e olha que já li muito sobre o assunto. Meu marido nasceu aqui e é super tranquilo quanto isso. Ele sempre diz que as chances de ele morrer no Brasil com uma bala perdida ou assalto são muito maiores do que em um terremoto no Canadá. Fica tranquila! Vejo sim as pessoas e os orgãos publicos se preparando para o assunto. A prefeitura de Victoria oferece um workshop que ensina como se preparar em caso de terremotos. Eles ensinam a fazer o kit que devemos ter em casa e no carro, explicam sobre as possibilidades de ter um grande aqui etc. Vem tranquila com a sua bebe. Eu tenho planos de ter filhos e sinto que Victoria é uma ótima cidade para isso. Não acredite em tudo que vc lê na internet, eu mesma já vi videos e blogs sobre Victoria e sobre os canadenses que não falam muito a realidade, fazem trama ou exageram na informação. Vou te mandar um emails com os links confiavéis que falam mais sobre o assunto. Obrigada pelos elogias! E fica tranquila. Se quiser tomar um café quando chegar me avise. Boa sorte com tudo! 😉

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.