Escola de inglês Global Village entrada

Escolas de inglês em Victoria – Parte 4 – Global Village

No quarto post sobre as escolas de inglês em Victoria, no Canadá, vou falar sobre a escola de inglês Global Village (GV), que é famosa entre os estudantes internacionais por ser a única na Ilha de Vancouver que aplica o IELTS.

Se você perdeu o artigo onde explico sobre este e os demais posts que estão por vir, não tem problema, basta ler aqui: Qual é a melhor escola de inglês em Victoria, Canadá? que você vai entender melhor a ideia dos posts.

Escola de inglês Global Village Victoria

Cursos oferecidos:

  • General English
  • English for Business
  • Power Speaking
  • Cambridge FCE e CAE Preparation
  • High School Preparation
  • IELTS Preparation
  • English for Academic Purposes (Pathways para Universidade ou College)
  • Teen Activity Program – verão e inverno
  • English + Add-Ons – inglês com atividades, como: aulas de kayaking, stand-up paddle, yoga, etc.

Sempre ouvi falar muito da escola de inglês Global Village porque a maioria dos brasileiros que eu encontro por aqui estudaram lá. Eu trabalho perto da escola e passo na frente dela quase todos os dias. Olhando de fora, eu achava que a escola era pequena, mas não é.

A GV tem um excelente espaço em um único andar. São 19 salas de aulas com janelas amplas e muita luz natural! O local ainda conta com três lounges espaçosos, onde são organizados eventos especiais, e mini cozinha só para os alunos. A escola conta também com um laboratório com 20 computadores que os estudantes podem usar livremente.

Escola de inglês Global Village entrada
Foto fornecida pela escola

Quem são os alunos da escola de inglês Global Village?

Cada turma tem em média 13 alunos, sendo o máximo 16. Apesar de eu dizer que a maioria dos brasileiros que eu conheço estudaram lá, somente 8% dos alunos são brasileiros. Cerca de 25% são japoneses e 24% coreanos. A escola recebe também alunos do Oriente Médio, África, Europa e outras partes da América Latina.

A faixa etária dos estudantes é bem variada. O aluno mais velho foi um senhor de 84 anos. Se você já passou dos 50 anos, a GV oferece um curso  para quem tem mais de 50, com aulas de inglês e atividades. Já pensou em estudar inglês e depois ir visitar as vinícolas da região? Para os mais novos (12 a 17 anos), há o programa Teen, com aulas pela manhã e atividades no período da tarde.

Para quem tem interesse em fazer um college ou entrar em uma universidade canadense ou americana, a Global Village tem parceria com diversas instituições norte-americanas.

O programa English for Academic Purposes for Pathways prepara o aluno com aulas de inglês acadêmico superintensivo. Através dele, os alunos não precisam fazer o IELTS ou TOEFL para entrar na faculdade. As instituições parceiras com a GV aceitam o certificado da escola, que prova que o aluno tem o nível de inglês desejado para ingressar na universidade ou college.

A GV tem o curso general english, que vai do nível iniciante ao avançado. Com 20, 25 ou 30 aulas semanais pela manhã, o curso é focado em gramática. Porém, se você deseja estudar mais, pode optar por fazer uma ou duas aulas eletivas à tarde. Essas aulas mudam a cada 4 semanas, permitindo que os alunos explorem e ampliem seus conhecimentos sobre diferentes tópicos.

A escola organiza atividades para que os alunos tenham a oportunidade de fazer amigos de outros países, com idades e níveis de inglês variados. Essas atividades são abertas a todos, podendo ser gratuitas ou pagas.

Do que eu mais gostei?

Achei bem bacana que a Global Village organize quase toda semana um conversation club. O aluno não paga nada a mais para participar do clube. No encontro, alunos de todos os níveis se reúnem para conversar em inglês. Essa é uma forma de ganhar confidência, especialmente, para quem está nos primeiros níveis.

A escola também tem o homework club, com um professor disponível para tirar qualquer dúvida que o aluno tenha, independente do tipo de dúvida ou do nível do aluno.

Há um conselheiro acadêmico que oferece todo o suporte aos alunos durante a preparação para a inscrição na faculdade, acompanhamento dos estudos, etc.

Há duas pessoas focadas em administrar as famílias anfitriãs. Afinal, conseguir uma família que esteja disposta a ser host-family não é nada fácil, já que cada vez mais pessoas estão deixando de receber alunos para alugar os quartos no Airbnb. Assim, eles ganham muito mais e não precisam cozinhar e se preocupar com os estudantes. Uma pena!

Fui muito bem recebida pelos funcionários da escola de inglês Global Village. Era visível como eles estavam orgulhosos em me mostrar a escola e dispostos a tirar as minhas dúvidas. Sou uma pessoa muito observadora e quando visito algum lugar presto atenção para ver como a equipe está trabalhando. O que eu percebi é que todos tinham um sorriso no rosto! 🙂

Escola de inglês Global Village
Foto fornecida pela escola

Vamos aos depoimentos de quem estudou na escola de inglês Global Village?

Vanessa Dias – estudou em 2014

“Quando comecei a pesquisar sobre intercâmbios, minha preferência foi por cidades pequenas e em um país que não fosse os USA. Devido ao dólar canadense ter uma melhor cotação e o fato de ter mais opções de cidades pequenas, o Canadá foi o país escolhido. Na agência de intercâmbio, a difícil escolha entre as cidade de Victoria e Halifax. Ambas com as mesmas características, porém, cada uma situada em um extremo do país. A escola sugerida na agência foi a Global Village, que possui filiais em várias cidades do Canadá. Conversando com uma amiga que já tinha estudado em Victoria, tomei a minha decisão. Com passaporte e malas prontas, embarquei para Beautiful Victoria. A escola fica bem no centro da cidade, o que é ótimo para fazer passeios após as aulas. Fácil acesso para todos ônibus que circulam na cidade”.

“Na parte da manhã, a GV oferece aulas gerais de inglês. Gramática, exercícios e atividades em grupo. Após o almoço, as aulas são  focadas em outras áreas, como leitura, escrita, conversação, etc. Existem opções de programas de estudo voltados para negócios ou inglês acadêmico. Por exemplo, para quem pretende cursar uma universidade ou ter um certificado de proficiência em inglês, a escola oferece ótimos programas. As minhas turmas de General English tinham no máximo 10 alunos. A escola mistura diferentes nacionalidades, assim não usamos a nossa língua, o que é proibido na escola. Eu super recomendo a Global Village, uma escola com um ambiente agradável e amigável. Caso você escolha a GV, faça todas atividades pós aulas, uma jeito super divertido de conhecer a cidade e fazer novas amizades”.

Lucimara Duarte – estudou em 2016

“A escola que eu escolhi para fazer o meu intercâmbio foi a Global Village. Não tive outras opções, já que a agência que usei era conveniada apenas com essa escola em Victoria. Através da internet e de alguns estudantes, obtive boas referências da GV. De uma maneira geral, a experiência foi boa, mas me decepcionei com a didática das aulas em alguns períodos. A maioria dos professores são excelentes e com muita experiência, mas também tem professores novatos. No período de alta temporada, entre junho e agosto, devido ao grande número de estudantes, a escola contrata novos professores. Assim, pode acontecer de você estar em um nível mais avançado e ter um professor com didática para iniciantes. As turmas, geralmente, têm grupos de 8 a 10 alunos, porém, em julho, esse número aumenta. As aulas são dinâmicas, com bastante gramática e exercícios”.

“A escola fornece atividades fora do horário normal de aulas, mas a maioria são atividades pagas. Apenas uma atividade, o “Conversation Club”,  era free, mas nem sempre era interessante, dependia do professor que orientava a conversação. Cada nível, geralmente, dura 3 meses, com a possibilidade do aluno passar de nível após 1 mês, se tiver resultados satisfatórios. Os exames finais são aplicados na última semana do mês. Eu tive dificuldades, pois ficava ansiosa para fazer o teste de conversação e acabava me prejudicando nos testes escritos. Não entendo porque os testes são aplicados em um único dia”.

“Nos meus 2 primeiros meses, fiquei em casa de família e, em relação a esta hospedagem, a escola gerencia muito mal. Tive problemas com a alimentação, reclamei na escola e nada foi resolvido. Nos outros 4 meses, acabei alugando um quarto em uma casa e preparando as minhas refeições. Minha nota para a GV, de 0 a 10, seria 6,5”. 

Mateus Penazzo – estudou em 2016

“Estudei inglês na GV por 6 meses, em 2016. Depois de muitas indicações e de visitar as escolas em Victoria e Vancouver, acabei optando pela GV de Victoria pelo astral do local, por indicações de amigos e pela localização. A escola oferece diferentes tipos de programas. Eu fiz o General English, IELTS e Business. Achei válido começar no General English, que apesar de muito básico, te ajuda muito a perder o medo e desenvolver o speaking. Logo que possível, eu pedi transferência para o IELTS. Mesmo que você não tenha planos de fazer o exame, eu recomendo essa turma para quem busca se desafiar e ter conversas interessantíssimas. Eu também recomendo as aulas de Business, que têm excelentes professores e é tão desafiadora quanto o curso do IELTS!”

“O ponto negativo da escola de inglês Global Village é que com exceção do General English as outras turmas são bem concorridas e exigem um certo nível de inglês, portanto, se prepare para as provinhas de nivelamento e procure demonstrar seu interesse por essas turmas o quanto antes! A idade e nacionalidade dos alunos varia bastante e as turmas têm uma média de 10 alunos, o que permite aos  professores darem mais atenção a cada aluno! Independente da escola que você escolher, eu diria que o aprendizado depende 90% do seu esforço, da sua proatividade e de um bom relacionamento com todos ao seu redor!”


Obrigada Vanessa, Lucimara e Mateus pelos depoimentos, com certeza eles irão ajudar quem está pesquisando sobre estudar inglês em Victoria.

Se você também estudou na GV, deixe o seu depoimento nos comentários e ajude outros brasileiros na escolha da escola. Obrigada!

A escola de inglês Global Village tem unidades nas cidades de Victoria, Calgary, Vancouver, Toronto e Havaí. Quer estudar na GV? Preencha o formulário abaixo que um consultor de intercâmbio lhe enviará uma cotação.


Leia também: Profissional de intercâmbio dá dicas para quem quer estudar fora!

8 comentários sobre “Escolas de inglês em Victoria – Parte 4 – Global Village

  1. Estudei na Global Village por 5 meses no ano passado (2016) antes de comecar o meu Post Degree na Camosun. Fiz o curso General English e IELTS. Adorei a escola e super recomendo. Alem de tudo que voce citou no post, um outro ponto que eu considero um diferencial da escola eh em relacao ao material didatico. A escola nao te obriga ou exige que voce compre o livro que eles adotam… eles na verdade cobram uma taxa de material e conforme as classes vao acontecendo, eles vao te fornecendo as fotocopias das atividades, e no final do curso voce tem o seu livro. Eu achei isso muito legal, pq como vc tem a possibilidade de mudar de nivel antes de finaliza-lo (dependendo do curso/nivel, se na prova final vc tira uma nota acima de “X”% , voce pode ir para o proximo nivel) voce nao tem que se preocupar que voce investiu em um livro que nao vai mais usar.

    1. Olá Fernanda, muito obrigada pelo seu depoimento. Não tinha pensando nessa questão do livro por esse lado. Muito legal esse método adotado pela escola. Obrigada mais uma vez pelo depoimento. 😉

  2. Muito bom o post. Estava no aguardo dele a um tempo rs. Ano que vem irie para Victoria e a Global Village foi a escola que eu escolhi. E foi meio que no escuro essa escolha. E pelo relato do pessoal parece que escolhi bem. Continue com esses posts excelentes você esta de parabéns!

    1. Que bom que gostou! 😀 Minha visita à GV demorou para sair. Minha agenda não batia com a deles…rsrsrs Adorei a escola! Pode vir tranquilo, você vai gostar da escola e da cidade.
      Obrigada! Prometo continuar trabalhando nos posts e quero melhorar ainda mais! Agradeço o feedback.
      🙂

  3. Atualmente estado na GV de Victoria e realmente eh uma excellente escola com excelentes professores. As aulas são dinamicas e interativas. Estou muito satisfeita com minha escolha.

    1. Andrea que ótimo! O investimento de estudar fora é alto para chegar aqui e não gostar. Muito obrigada pelo seu comentário. Tenho certeza, que irá ajudar outros alunos. 😉

  4. Estudei na GV esse ano, 2017, em julho/agosto. Foi apenas um mês mas tive uma ótima experiência nessa escola. Fiz o curso de General English pq era o que tinha vaga. Consegui passar de nível rápido pois fui bem na prova final, mas geralmente uma pessoa pode levar até 3 meses para passar. Os professores são muito bons e divertidos (claro que tem excessões, todo lugar tem). Achei interessante que alguns passeios , apesar de pagos, eles faziam por um preço melhor para gente, como o whale watching, que era cerca de 100 dólares no centro e 85 na global Village. Enfim, tive uma ótima experiência na escola e voltaria com certeza! Tenho um canal no YouTube que fala e mostra minha experiência, quem quiser dar uma olhadinha!! http://www.youtube.com/c/friendtrip

    1. Olá Giovana! Fico feliz que teve uma ótima experiência. Ouço falar muito bem da GV. Obrigada por compartilhar o seu vídeo no Youtube com a gente! Bjs :*

Deixe uma resposta