Qual é a melhor escola de inglês em Victoria, Canadá?

Nos últimos meses, tenho recebido muitas mensagens dos leitores querendo saber a minha opinião sobre as escolas de inglês de Victoria. Muitos me perguntam: qual é a melhor escola de inglês em Victoria? É muito difícil para mim responder a essa pergunta porque eu estudei somente em uma escola. Por conta disso, estou visitando cada uma das escolas de inglês da cidade para conhecer a infraestrutura e os funcionários. Estou também pedindo aos amigos e conhecidos que estudaram inglês em Victoria para darem o depoimento deles sobre as instituições que eles frequentaram.

A minha ideia inicial era colocar todas as informações em um único post, porém, acho que ficaria muito longo e cansativo para os leitores. Por isso, resolvi escrever cinco posts, cada um para uma escola, que serão publicados aos poucos.

Os posts serão sobre as seguintes instituições:

Eu gostaria de ressaltar que o mais importante não é a escola, mas sim o esforço do aluno. Não adianta nada estudar na melhor escola, se o aluno não levar a sério e não se esforçar. Lembre-se de que independente da sua escolha você é o responsável pelo seu próprio aprendizado e não coloque a culpa na instituição. Além disso, aproveito para lembrar que cada escola tem um perfil que deve ser adequado ao perfil do estudante.


Quer fazer um intercâmbio para aprimorar o seu inglês? Preencha o formulário abaixo que um consultor da agência parceira lhe enviará uma cotação.

7 thoughts on “Qual é a melhor escola de inglês em Victoria, Canadá?

  1. Adoro seu blog, muitas dicas úteis e legais… Já ouviu falar sobre o curso intensivo de 12 semanas da Uvic? Etsou interessada em fazer em 2018, porém acho poucas informações de brasileiros que fizeram o curso.

    1. Olá Lilian, fico feliz que gosta do blog! 🙂 Sim, eles chamam de ELPI na UVIC esse curso de 12 semanas. Eu fiz esse curso em 2011. Não sei se continua igual, mas na época eu gostei. Achei um pouco caro, mas tudo na UVIC é mais caro mesmo por conta da infraestrutura.
      Pontos fortes do curso: aulas de listenings, muitos trabalhos (esses ajudaram muito o meu speaking) e lição de casa.
      Pontos fracos: muito alunos, então o professor não consegue dar uma atenção especial, porém não acho que isso atrapalhou o meu aprendizado, mas como têm muito japones na sala devido acordo entre a UVIC e universidade japoneses, os teachers seguiam um pouco mais o ritmo deles, então as vezes eles tinham que slow down no speaking. Aulas de pronuncias são concorridas, então nem sempre você consegue uma vaga. Acho que é isso! Bjs

  2. Obrigado pelos textos Pri. Sonho em um dia fazer um intercâmbio para o Canadá (Victoria), e mesmo que demore os seus textos serão úteis. Muito legal da sua parte de visitar diversas escolas para ver como elas são!

    1. Que bom! O meu primeiro intercâmbio demorou 10 anos para virar realidade. Um dia você virá sim, com certeza! 😉 Por nada. Estou gostando bastante de ir conhecer as escolas e conversar com as pessoas. Já visitei 2 e em breve publicarei os posts.

Leave a Reply