Viagem de carro pelo Canadá – parte 1 – Hope, Sorrento, Salmon Arm e Cranbrook

Quem me acompanha no Instagram sabe que eu acabei de fazer uma viagem de carro pelo Canadá com alguns amigos. O bacana é que não planejamos onde iríamos parar. A nossa meta era sair de Victoria e chegar a Cranbrook, parando onde “desse na telha”.

Cranbrook não é uma cidade muito conhecida entre os turistas estrangeiros e não tem muitos pontos turísticos para visitar, mas como um casal de amigos se mudou para lá, fomos passar o Ano Novo com eles e aproveitar para curtir a região.

Viagem de carro pelo Canadá
Estrada em Cranbrook
Medidas de segurança para dirigir nessa região durante o inverno

Gostaria de dar algumas dicas, caso vocês desejem ir para a mesma região no inverno. Sou a única estrangeira no meu grupo de amigos, então, sigo o que eles propõe, pois nasceram aqui e conhecem bem as condições climáticas. Compartilho com vocês as medidas de segurança adotadas por eles. Talvez, se eu estivesse somente com estrangeiros, não pensaria nisso.

Eles tinham no celular um app sobre avalanche, onde consultavam as condições dos locais por onde passaríamos. Tínhamos também rádios de comunicação portáteis, com baterias extras. Cada carro tinha um rádio. Como na região das Montanhas Rochosas não tem sinal de celular, por precaução, meus amigos viajam com rádios. Pura verdade, dirigimos por vários quilômetros sem sinal de celular e sem aqueles telefones na beira da estrada para pedir ajuda caso necessário.

Não se esqueça dos pneus de neve, que são obrigatórios durante o inverno. Você pode ser multado caso seu carro esteja com os pneus tradicionais.

Olha o estado dos nossos carros e como tem neve na pista! Essa é uma das estradas onde não tínhamos sinal de celular. Acho que vale a pena adotar as medidas de segurança e curtir a linda paisagem tranquilamente! 😉

Viagem de carro pelo Canadá
Nossos carros sujos
Vale a pena visitar as Montanhas Rochosas no inverno?

A região fica maravilhosa durante o inverno. Tudo muito mágico! Na minha opinião e na dos meus amigos também, a região é mais bonita no inverno que no verão.

Para ser sincera, eu não esperava muito dessa viagem por causa do frio, mas me surpreendi. É exatamente por causa do inverno que a paisagem fica de tirar o fôlego.

Sempre tive a visão contrária, já que a maioria dos sites brasileiros que eu acompanho destacam a região para ser visitada no verão. Por conta disso, nunca tinha pensado em ir no inverno.

Iniciando a viagem de carro pelo Canadá

Pegamos a primeira balsa de Victoria para Vancouver às 7h. Rodamos um total de 2.970 km. A mesma distância entre São Paulo e Fortaleza.

Dica para quem mora na Ilha de Vancouver

Sempre chegue uns 50 minutos antes para pegar a balsa no inverno. Como os horários são reduzidos nesta época do ano, elas ficam bem cheias e você corre o risco de ter que esperar duas horas pela próxima balsa. O ideal é fazer uma reserva no dia anterior.

Pitoresca Hope

Nossa primeira parada foi em Hope, a 90 minutos de Vancouver. Uma pequena e pitoresca cidade localizada no meio do caminho para quem viaja através das rodovias #1, #3, #5 e #7.

Minha passagem por lá foi rápida, mas o suficiente para ver as lindas paisagens formadas pelas montanhas Cascade e Coast e o rio Fraser.

Viagem de carro pelo Canadá
Cidade de Hope

Sorrento

No nosso percurso de ida e volta, paramos na cidade de Sorrento para tomar um café na cafeteria Steamers Coffee. Vale a pena a parada para quem gosta de café de boa qualidade e produtos caseiros. O local é limpo, charmoso e de fácil acesso. Essa foi uma indicação de amigos que moram na região. Eu também recomendo! 🙂

Sorrento, na verdade, não é uma cidade, é uma pequena comunidade com cerca de 700 habitantes. A vila fica ao sul do Lago Shuswap e é famosa para passar o verão, pois oferece diversas atividades de lazer e paisagens esplêndidas. Como Sorrento fica na beira do lago, a vista é linda, inclusive no inverno. Amei!

Viagem de carro pelo Canadá
Sorrento

Shuswap Pie em Salmon Arm

Paramos também em Salmon Arm. Foi a minha segunda vez por lá. A cidade é linda tanto no verão quanto no inverno. Tem muita coisa para se fazer, mas ainda não tive a oportunidade de ficar mais de um dia por lá. 🙁

A cidade oferece mais de 100 trilhas, estação de esqui, vinícolas, cervejarias, etc. Dessa vez paramos em Salmon Arm para comprar as famosas tortas da Shuswap Pie. Uma delicia! Eles vendem tortas caseiras doces e salgadas. São as tortas mais famosas da região! Optei pela de bumbleberry, que é de frutas vermelhas. Maravilhosa, não é muito doce, do jeito que gosto!

Viagem de carro pelo Canadá
Centro de Salmon Arm
Como é a cidade que moram os nossos amigos?

Cranbrook é uma cidade pequena, com menos de 20 mil habitante. Apesar de não ser turística, está bem localizada. Fica próxima das Montanhas Rochosas e de cidades famosas como Banff e Fernie. Há diversas opções de atividades ao ar livre, tanto no inverno como no verão.

Como meus amigos queriam fazer snowboarding, fomos para o Kimberley Alpine Resort, que fica na região da Cordilheira de Purcell. A estação de esqui tem opções de percursos para iniciantes, aventureiros e experientes. O resort é conhecido por sua neve leve e macia e belas paisagens. Também é famosa pela abundância de dias com sol, tornando-se a estação de esqui mais ensolarada de British Columbia.

Vista do fundo da casa dos meus amigos em Cranbrook. A cidade é toda cercada por árvores. 

Viagem de carro pelo Canadá
Cranbrook
Viagem de carro pelo Canadá
Vista a partir do topo da montanha do Kimberley Alpine Resort

Bom, nossa viagem de carro pelo Canadá não acabou por aqui. No próximo post contarei sobre a cidade de Fernie, nossa visita a uma famosa cervejaria da região, Glaciar Park, Banff e muito mais! 🙂

Continue lendo sobre essa viagem no RoadTrip – Parte 2!

3 comentários sobre “Viagem de carro pelo Canadá – parte 1 – Hope, Sorrento, Salmon Arm e Cranbrook

Deixe uma resposta