Canadá: Inglês Americano ou Britânico?

Um das perguntas que mais recebo no blog é referente ao inglês dos canadenses. É americano ou britânico? A fala é mais puxada para o americano. Moro na costa oeste do Canadá, e percebo que o inglês falado  aqui é bem parecido com o inglês usado na costa oeste dos Estados Unidos (Washington, Oregon, Califórnia). É claro que cada região tem suas expressões e gírias locais.  Como no Brasil, dependendo da região do Canadá o sotaque muda um pouco ou muito…rsrs

Na escrita eles usam bastante o inglês britânico, pelo menos aqui em Victoria. Você vai perceber que ao invés de escrever Center (americano) as placas vão indicar Centre (britânico). Aqui na ilha tem bastante descendentes de britânicos, então o pessoal mais idoso pronunciam as palavras mais para o britânico.

Se você quiser saber como os Canadenses falam, eu aconselho assistir um programa chamado Departures. Um dos meus programas de TV favorito. 😀 Três amigos canadenses resolveram largar os empregos e viajar o mundo. Não se preocupe se você não entender 100%, como eles são jovens usam bastante gírias, principalmente o Justin (o mais loirinho). Departures está disponível no Netflix e alguns episódios no youtube.

Picture from: http://canadian-flag-debate.tumblr.com/

14 thoughts on “Canadá: Inglês Americano ou Britânico?

  1. Oi pri eu tenho interesse em fazer um intercâmbio para o Canadá, fiz o curso intermédio e avançado de inglês , mas ainda tem algumas coisinhas que eu não entendo ou sei falar ainda mais quando estou nervosa kkkkkkk
    Será que é uma boa ideia o intercâmbio? Meu pai está preocupado porque eu pretendo fazer um ano do ensino médio lá e eu não sou totalmente fluente, será q esse fato vai me atrapalhar na parte em q eu terei q entender a língua para entender a matéria? Gostaria muito que você me respondesse obrigada

    1. Olá Beatriz, eu costumo dizer que na escola é o lugar mais fácil para entender inglês. Os professores, normalmente, falam bem devagar porque tem muitos estrangeiros e não só isso, eles querem que os alunos entendam eles. Na minha experiência na universidade percebi que os professores usam um vocabulário mais “puro”, correto sem gírias e expressões o que é ótimo para quem não fala inglês como língua materna. Digo que tenho mais dificuldade de entender pessoas naS ruas OU em ambientes informais do que na universidade. Se você fez até o avançado no Brasil, acredito que não terá problema. Conheci alguns brasileiros que estavam fazendo o high school aqui e alguns deles não tinham um inglês tão bom não, mas estavam indo super bem. No começo pode ser que o listening será um pouco complicado para vc, mas rapidamente vc vai pegar o que eles estão falando! 😉 Sobre não entender algumas coisas e não saber falar outras, isso é normal. Moro aqui, trabalho aqui e a língua materna do meu esposo é inglês, então só falamos inglês e tem horas que eu não entendo e tb não sei falar algumas coisas. Isso é normal! Não desanime por causa disto! Boa sorte nos estudos! 🙂

    1. Olá Jóckison, os dois. Porém, há diferenças de pronúncia e sotaque até mesmo entre os canadenses. Igual acontece no Brasil, o pessoal do Rio fala diferente de São Paulo e Bahia, e assim vai. Trabalhei em um lugar turístico muito frequentado por canadenses e americanos. Percebi que há diferenças dentro dos dois países, mas no geral o canadense é mais para o estilo americano do que britânico.

      1. Obrigado por responder! Gosto mais do inglês americano do que do britânico, mas não tenho tanta vontade de fazer um intercâmbio para os Estados Unidos porque acho que eles têm uma cultura de competitividade muito forte desde a época da escola, e depois vivem só para trabalhar, pelo menos é isso o que eu percebo em todos os filmes e séries americanos. Queria ir para um país onde eu pudesse trazer de volta e aprender coisas boas da sua cultura, e por isso pensei no Canadá. Em relação a essa parte cultural, eles também são parecidos com os EUA, ou têm um estilo próprio?

        1. Por nada! Então, eu moro na Costa Oeste do Canadá, aqui é muito tranquilo. Não tem essa cultura de só trabalhar. Ainda mais onde eu moro em Victoria, que fica na Ilha de Vancouver, é mais tranquilo ainda. O pessoal aqui é muito de curtir a natureza, fazer esporte ao ar livre, etc. Porém, alguns canadenses que são da região de Toronto (costa leste) me disseram que lá não é assim, é mais correria e ganhar dinheiro. Tenho uma conhecida de Vancouver, que também é canadense, ela veio morar em Victoria há 2 anos porque aqui é mais tranquilo, mas conheço outros brasileiros que moram em Vancouver (também na costa oeste) e amam, dissem que é bem tranquilo também). Uma coisa eu posso garantir para você Victoria não tem nada a ver com o estilo americano, já as outras regiões do Canadá eu não posso garantir, pois só fui visitar, nunca morei! 😉

          1. Moro nas redondezas de Toronto e, sendo o coração financeiro do país, Toronto acaba gerando em muitos uma vida de viver para trabalhar, à semelhança de Nova Yorque, cujo estado faz fronteira com Ontario.

            Ainda assim, o pessoal de Toronto tem uma atitude menos estressada e menos agarrada a dinheiro do que a dos nossos vizinhos do sul.

            Mas no curto verão daqui, as pessoas são super-engajadas em atividades ao ar livre, nas várias praias dos muitos lagos ou nos inúneros parques provinciais.

            O equilíbrio entre trabalho e vida pessoal vai muito de cada um e eu mesmo sou um adepto dele.

  2. A maioria da juventude canadense soa como os jóvens de LA (Los Angeles) tamanho é o sucesso das séries da Disney entre eles.

    Apesar das escolas ensinarem a escrita à moda britânicaa, o fato das grandes cidades estarem na fronteira com os EUA e de alguns canadenses irem estudar em universidades americanas faz com que a escrita americana seja também aceita como alternativa.

    1. Olá KRJ, eu percebi que os meus colegas de sala canadenses realmente escrevem como os americanos. Aqui em Victoria, as placas estão em inglês Britânico, por exemplo centre ou invés de center (americano), mas na escola a maioria usam o americano, mas como você disse ambos são aceitos. Legal o seu comentário. Obrigada por participar.

      1. A nível governamental, a escrita oficial é a britânica, daí nas placas públicas você ler “cent-re” e “lab-ou-r”.

        É o mesmo em Ontario e, acredito, nas outras províncias.

        No ensino básico e médio daqui de Ontário, só a escrita britânica é aceita. Já no superior, há aceitação das duas.

        É legal pois nos distingue, na escrita, dos nossos vizinhos do sul.

        PS: Você sabe quando um restaurante é americano quando vai no banheiro e vê as placas indicando “restroom” (ao invés de “washroom”). 😉

Leave a Reply